Deverão Ser Legais as Apostas Desportivas Online na América?

Por toda a América, existe a grande questão se deverão ser legais as apostas desportivas online na América. Afinal, algumas pessoas ficam viciadas nelas. Enquanto trabalhava para TopBettingReviews.com como desenvolvedor de website, muitas vezes perguntei isto a mim mesmo. Apesar dos problemas de jogo, a América está a começar a aceitar as apostas online como uma fonte de entretenimento legal de receitas para os cofres fiscais. Como gera dólares de impostos, alguns estados estão a levantar a questão de legalizar todas as formas de jogos de azar ao Supremo Tribunal.

Conforme as marés mudam, as organizações que são a favor e contra os jogos de azar fazem parte dos cabeçalhos de notícias. As suas respostas sobre se as apostas desportivas na América devem ser legais podem surpreendê-lo.

O estado do jogo nos EUA

Devido a um passado problemático, o governo federal limita os tipos de apostas que podem ser realizadas. Particularmente, as apostas em desportos como NHL, NFL, NBA, MLB são geralmente proibidas em todos os 50 estados. Antigamente, o crime organizado no início de 1900, viciava frequentemente os jogos, para ficar com o dinheiro que os jogadores apostavam numa determinada equipa desportiva. Por outro lado, apostar em cavalos é permitido em quase qualquer sítio online nos Estados Unidos. Normalmente, os estados individuais podem decidir quais os tipos de jogos de azar que querem permitir online ou offline, à exceção de desportos da liga principal.

No entanto, depois de examinar o resultado das apostas online de desportos da liga principal na Europa, Ásia, Canadá e Austrália, os legisladores norte-americanos estão a começar a perguntar-se porque é que são obrigados a perder fontes cruciais de receitas relacionadas com jogos de azar.

Motivos para os jogos de azar serem legais

Tecnicamente, alguns estados já têm o direito de apostar em qualquer tipo de desporto. A lei contra as apostas desportivas foi desenvolvida em 1992, e é geralmente referida como a Lei de Bradley. Também é designada como a Lei de Proteção de Desportos Profissionais e Amadores de 1992, e baniu as apostas desportivas à exceção dos estados de Montana, Oregon, Delaware e Nevada. Uma brecha nesta lei permite que se os estados que têm casinos, como Nova Jersey, poderão ser capazes de legalizar as apostas desportivas num futuro próximo. No entanto, há muitas vozes que querem legalizar as apostas online e offline por motivos muito diferentes.
Por exemplo, o USNews.com tem citações de proponentes acerca da questão de apostas em desportos de equipa. Particularmente, o Senador do Estado da Califórnia, Roderick Wright, diz: “Tornar as apostas desportivas legais protege os apostadores da fraude, roubo. “Gary Payne da Associação Internacional de Apostas Desportivas afirma “As apostas desportivas já existem; portanto mais vale que o governo as regulamente.”

A luta contra a legalização dos jogos de azar

No estado de Kentucky, o governador Steve Brashear recusou respeitosamente honrar os desejos da Convenção Batista do Sul em relação à proibição dos jogos de azar. Em vez disso, o governador de Kentucky está interessado em cobrar as receitas fiscais dos jogos de azar. A Convenção Batista do Sul mantém-se firme ao dizer que a expansão das leis de jogos de azar em Kentucky afetarão negativamente as famílias.

Para contribuir para esta ideia, uma organização de Kentucky chamada Parem o Jogo Predatório diz que as leis atuais já estão a criar uma “classe de cidadãos lotaria” com um em cada cinco a jogar o jogo. O diretor-executivo desta organização, Les Bernal, afirma que “as apostas desportivas corroem a integridade desportiva”. O Professor da Universidade de Illinois, John Warren, diz que, “as apostas desportivas significam crime, dependência, e outros custos para os contribuintes”. No entanto, parece que qualquer tipo de apostas desportivas online poderão ser legalizadas brevemente, apesar dos proponentes a favor e contra elas.

O futuro das apostas desportivas online

Em 2010, o Estado da Califórnia procurava expandir as leis de apostas. Ficou definido que todas as grandes mudanças ocorreriam até maio de 2012. Infelizmente, os legisladores da Califórnia não cumpriram as suas promessas até 2013. Em Kentucky, 87% dos eleitores pensam que as leis dos jogos de azar devem ser expandidas. No estrangeiro, a Organização Mundial do Comércio está a questionar-se porque é que a América não cumprirá os tratados que afirmam que todas as formas de apostas deverão ser legais nos Estados Unidos.

Por outras palavras, está na altura da América encarar as apostas desportivas online e offline. A mudança pode ter sido lenta a chegar, mas os legisladores não serão capazes de empatar para sempre. Até lá, os provedores de internet serão os guardiões relutantes das formas legais e ilegais das apostas desportivas online.